quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Progressão Continuada: a saga continua

 

Ontem o jornal Folha de São Paulo publicou uma reportagem sobre as mudanças na progressão continuada. Para 2012 os alunos poderão ser reprovados, ou os professores poderão reprovar (entenda como achar melhor), nos 3º, 6º e 9º anos do ensino fundamental. Atualmente os alunos só podem ser reprovados no 5º e no 9º ano do ensino fundamental e boa parte da população entende que o não aprendizado dos alunos se dá pelo sistema de aprovação.

Gostaria de entender o que de fato vai mudar no aprendizado dos alunos: será que retornaremos aquela questão de que “escola boa é a que reprova”?

Penso que a qualidade da educação está muito além da reprovação. Precisamos pensar em como o aprendizado está acontecendo dentro das instituições e com ele: as reuniões pedagógicas semanais, os acompanhamentos/contribuições dos coordenadores pedagógicos, o planejamento do projeto pedagógico, a atuação entre o que se fala e o que se faz, o planejamento das intervenções, a avaliação no processo, o replanejamento…

Uma “coisa” é a sociedade/população entender que a “culpa” da qualidade da educação está na progressão continuada. Outra “coisa” são profissionais da educação entenderem que “fazer igual só que diferente” vai proporcionar uma educação de qualidade aos alunos.

5 comentários:

  1. Será que a reprovação no 3º ano,pensando no ensino fundamental I, caracteriza avaliação no processo?

    Débora Martins

    ResponderExcluir
  2. Apesar da necessidade de uma discussão mais ampla em relação a essa mudança, acredito que deva ser levada em consideração que as escolas necessitam de uma articulação melhor estruturada para garantir a qualidade de ensino que os nossos alunos tanto necessitam. A aprovação/ reprovação é a consequencia de uma série de eventos que deveriam ser melhor definidos pela Secretaria da Educação e melhor estruturados pelas Diretorias de Ensino e , por consequencia, pelas escolas. Acredito que a avaliação e os ajustes que se farão necessários devam ser focados dentro do ciclo, e não daqui a 2 ou 3 anos. Entendo que a progressão parcial atenderia melhor a avaliação de todo um processo realizado durante o ano letivo, pois quando não se alcança êxito no processo de ensino/aprendizagem (entendendo que o trabalho pedagógico para resgatar as retonada da aprendizagem do aluno foi bem estruturada)o trabalho a ser realizado novamente será a de apenas 1 ano, e não o de 2 ou 3, como ocorre atualmente. Evidentemente que as escolas deverão estar muito bem preparadas para atender esses alunos em situação de PP, tanto quanto os demais alunos, de forma multidisciplinar e sistêmcia.

    ResponderExcluir
  3. Mário,

    O ciclo compreende um período pré estabelecido que provavelmente compreende 2 ou 3 anos: o aluno terá um período para alcançar os objetivos planejados. Caso o aluno não tenha êxito poderá frequentar novamente o ano.
    Concordo quando você aponta que a articulação entre os envolvidos facilitaria os bons resultados.
    Quando o trabalho pedagógico bem estrutura não proporcionou o êxito no aprendizado,penso que retomar não seria o caminho. É preciso pensar em novas situações de aprendizagem para que a oportunidade dada ao aluno de cursar novamente aquele ano seja de fato eficaz.

    Abraços
    Débora Martins

    ResponderExcluir
  4. Oi Débora!
    Entra e sai administração e cada uma quer dizer que fez o melhor!
    No entanto, o melhor para os alunos e a escola, só quem está dentro e participa do processo é que sabe! Enfim, sem bons educadores e um currículo que atenda as necessidades da comunidade não adianta ciclo nem progressão, não achas? O que precisa, realmente a meu ver é mais condições de trabalhos, salas menos lotadas e professores preparados para planejar, acompanhar e avaliar os alunos continuadamente.
    Duvido que um trabalho nesses moldes haja reprovação!
    Josete
    http://teofilopreservamata.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Concordo com você Josete. É preciso olhar a educação e tudo que a acompanha dentro da realidade das escolas.
    Assim a educação será de fato de qualidade.

    Débora Martins
    http://educacaolivreparapensar.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada por contribuir com esse espaço de informação.

Atalho do Facebook

Sobre...

2013 5ª ENEX 5º ENEX 5º Fnex Acervo Revista Ciência Hoje Acessos Administração Municipal Adriana Falcão Amigo Animação Aprender a Aprender aprendizagem Araquém Alcântara Artes Assédio Moral Atividades Educativas Áudio autismo Avaliação Biblioteca Bicudas Bienal blog Blog do Sítio Boas Festas Brasília calvin Campus Party Cecília Meireles Celular Cenp Centro Educacional Pioneiro Charge Cidade dos Meninos Cidade Interativa Ciência e Tecnologia Colégio Caminhar Computador em sala de aula CONAE Concursos Conhecimento Conhecimentos Prévios Contação de Histórias Coordenador Pedagógico Cortinas Creative Commons Cultura Digital Currículo currículo nacional Cursos online Débora Martins Desenho Infantil Desenrolando a fita Deu Paula na TV Dica de Leitura Dicas Dicionário CC Direito Autoral Diversidade Documentário download Drive Thru de Oração e-book EAD eBooks ECA Editor de Imagem educação Educação e Formação Educação e Gripe Educação e Mudança Educação e Trabalho Educação e trabalho em equipe Educação Familiar Educação Inclusiva Educação Infantil Educação Inovadora Educação Pública EducaParty Elie Bajard Ensino de Tempo Integral Escola Escola da Ponte Escola de Governo Escola do Futuro Escola Pública Escola Reflexiva Estágio Facebook Família Feira Literária FENTEC Férias Férias;Material Escolar Fernando Pessoa Filmes Filosofia Folclore Formação Foto Flex Fotografia Fundação Lemann Gadotti Gestão Escolar google Guia da Reforma Ortográfica Helena Negreiros História da Escrita Honoris Causa Imagem Imagens Free Inclusão Inclusão Digital Índio Índio Educa Inquietações Intervenção Isabel Alarcão João Acaiabe jogo da memória Jogos Jogos do Brasil José Manuel Moran José Pacheco Leis Leitura Leitura Digital Leitura e Tecnologia Líder Liderança Líderes em Gestão Escolar Links listas de palavras Literatura livro digital livro virtual Livros livros acadêmicos lixo eletrônico Luciana Trocolli Lula Maria Helena Negreiros Marina Colasanti Matemática MEC Meio Ambiente migração do blog Minhas Anotações Monteiro Lobato Mundo do Sítio Museu Virtual Música O que é um wiki? Online Convert Open Education Week 2012 parceria Paulo Freire Paulo Freiris Pesquisa Pilar Lacerda Pinterest Pipal de Papel Planejamento PNE Poemas e Poesias Política Pública portfolio Prática Pedagógica Prezi Processo Criativo Professores Profissão Educador Progressão Continuada Project Gutenberg Projeto EntreMeios Projeto Político Pedagógico Projetos Prova Brasil REA REA Brasil Reajuste Salarial Rede In_Formação Redes Sociais Reflexão registro respeito Reunião com pais Revista Educação Pública Revista Época Revista Espírito Livre Rio+20 Roteiro de Vídeo Ruth de Aquino Saberes dos Alunos Sala de Aula Santo André Saresp Seminário Sérgio Amadeu SESC Simpósio Caminhar Site Situação de Aprendizagem Software Livre Tablets Tarsila do Amaral Tatiana Belinky Teatro Tecnologia Tecnologia;Lea Fagundes TEDxRio Tempo Tendências Pedagógicas Território do Brincar Trabalho Coletivo TV Escola Twitter Twitter Mix UNB Undime Unesp Uso da internet USP Vídeo Vìdeo Vídeo Educacional Vídeo Educacional; Voxli Webinar Wiki ZooBurst

Livres para pensar...

Pesquisar este blog

Siga o blog por e-mail

Quem sou eu

Minha foto
São Bernardo do Campo, São Paulo, Brazil
Professora, Pedagoga,Psicopedagoga, Mestranda em Educação, esposa, mãe,formadora de professores.

Eu participo....

Postagem Recente...